Operações hospitalares: como a gestão de dados pode ajudar?

operações hospitalares

A gestão de dados tem contribuído bastante para a otimização das operações hospitalares. Isso porque, o processo se baseia no uso de banco de dados para embasar diferentes decisões dos profissionais da saúde.

Na prática, temos o apoio de tecnologias para que informações de pacientes sejam armazenadas, analisadas e compartilhadas com segurança. Nesse contexto, as soluções para healthcare ganham evidência e se tornam cada vez mais úteis.

Mesmo com tamanha relevância, ainda há muitas dúvidas sobre o assunto. Gestores, médicos e demais profissionais precisam entender a dimensão da gestão de dados em seu cotidiano e, claro, aprender a transformá-la em um diferencial. 

Foi pensando nisso que este conteúdo foi elaborado. A seguir, você confere como o correto gerenciamento das informações contribui para a melhoria das operações em ambiente hospitalar!

Saúde e dados: uma parceria que dá resultados!

O setor de saúde evoluiu muito nos últimos anos e vem contando com o apoio da tecnologia para isso. Nessa jornada, os dados apresentam um papel fundamental, comprovando que a parceria no setor médico está dando bons resultados.

O dia a dia em unidades hospitalares e clínicas médicas é bastante corrido e dinâmico. Dessa forma, médicos, enfermeiros e gestores precisam tomar decisões a todo instante e quanto mais informações tiverem em mãos, menores serão as possibilidades de errar.

operações hospitalares

Ressaltamos que, na área da saúde, uma decisão errada apresenta impactos importantes na vida das pessoas. Sendo assim, é fundamental orientar suas ações com base em informações reais, completas e atualizadas.

Entenda o que é gestão de dados 

A gestão de dados é a prática de coletar, manter e usar de forma segura, eficiente e econômica as informações. Seu grande objetivo é ajudar pessoas, organizações e instituições em suas decisões.

No atual cenário, qualquer passo precisa ser muito bem pensado. Dentro de hospitais e clínicas médicas, isso é ainda mais relevante. Não há espaço para “achismos” e o paciente espera por um atendimento rápido e eficaz.

Independentemente do porte da instituição, é necessário pensar no desafio de forma estratégica.Isso porque, no mundo atual, todo trabalho em saúde deve ter como pilares: segurança, eficiência, qualidade e a própria experiência do paciente.

Com o aumento constante de informações, que se tornam verdadeiros ativos, essa prática é ainda mais importante.Afinal, não basta ter uma imensidão de prontuários médicos e exames armazenados. Eles precisam ser processados, organizados e analisados.

Portanto, a gestão de dados é a responsável por transformar números em insights e oportunidades, garantindo a máxima performance das operações hospitalares.

Desafios da gestão de dados na área da saúde

Existe uma expectativa de que os dados de saúde cresçam de forma gigantesca nos próximos anos. Por isso, planejar e gerenciar tudo isso pode ser um grande desafio. 

Porém, na prática, o maior desafio a ser superado é a adoção de uma mentalidade orientada a dados. Ou seja, colocar o processo como prioridade, focando em aproveitar todos os seus benefícios.

Além disso, veja mais alguns pontos que merecem a atenção de gestores e profissionais da saúde!

Dados fragmentados

Os dados médicos podem ser alicerçados em planilhas, bancos de dados, arquivos de imagem ou de vídeo, documentos digitais, documentos em papel e até formatos especializados.

Tudo isso gera gargalos relevantes, como a duplicação de dados e a perda de informações. A fragmentação é um problema para a gestão de dados, pois o ideal é organizar tudo em um só lugar ou, pelo menos, garantir sua integração.

Atualização de dados

Os dados médicos se modificam de forma constante. Isso porque, os pacientes são submetidos a novos exames e tratamentos ao longo dos anos.

Com novos métodos, modelos de atendimento, documentos, é comum que os dados sejam alterados. Desse modo, a instituição também precisa estar preparada para acompanhar este movimento.

Regulamentos e conformidade

Os dados médicos são confidenciais e precisam cumprir os regulamentos governamentais. Porém, a descoberta de novos dados, bem como a baixa qualidade de sua gestão, dificultam ainda mais a promoção de auditorias precisas para atender aos requisitos regulatórios.

Em razão disso, há a perda de informações valiosas. Em outras palavras, há a limitação da do uso das informações que os provedores de assistência médica podem utilizar em benefício dos pacientes.

Como a gestão de dados favorece as operações hospitalares

A gestão de dados pode favorecer as operações hospitalares de várias formas, gerando impactos positivos ao setor. A seguir, vamos destacar alguns desses benefícios. Acompanhe!

Menos erros de diagnósticos

A gestão de dados permite que haja uma menor incidência de erros de diagnósticos em operações hospitalares.

operações hospitalares

As informações, quando tratadas com recursos tecnológicos, se transformam em dados preditivos. Esses, por sua vez, servem de base para que o profissional tome decisões assertivas.

Melhoria da experiência do paciente

A gestão de dados também melhora a experiência do paciente. As teleconsultas são um exemplo de como o processo é interessante. Afinal, com a ajuda de informações em tempo real, é possível desafogar o atendimento em unidades de saúde.

Mais agilidade na tomada de decisão

A gestão de dados é notadamente importante nas operações hospitalares. É nesse contexto que ela tem o poder de transformar e agilizar a tomada de decisão, com o uso de dados que otimizam os processos da saúde.

O uso de soluções analytics na gestão de dados na saúde

O uso de novas tecnologias e o desenvolvimento de softwares de gestão em saúde são de grande importância para as instituições de saúde. Isso porque, esses recursos facilitam o gerenciamento de dados, tornando-o seguro e eficiente.

Sem dúvidas, o uso de soluções analytics reduz desperdícios, amplia a qualidade dos serviços ofertados e a produtividade dos profissionais envolvidos. Portanto, isso beneficia todos os usuários dos serviços hospitalares.

A CTC está há mais de 27 anos no mercado e se solidificou como especialista em soluções de tecnologia, focada em entregar ferramentas que mudam a vida das pessoas. 

Acreditamos que a gestão de dados nas operações hospitalares pode ampliar a qualidade e agilidade da jornada do paciente e dos profissionais da saúde. Por isso, ajudam a solucionar uma das maiores demandas do setor.

Se você quer realmente modernizar e melhorar os processos dentro de hospitais e clínicas, conte com a nossa ajuda. Entre em contato com a equipe da CTC agora mesmo!