RPA: O que é?

Um dos principais sinônimos de tecnologia sempre foi o robô. Assim, a modernidade sempre idealizou que inteligência artificial poderia reproduzir ações humanas. Entretanto, hoje esse conceito está muito próximo na realidade, como mostra o Robotic Processs Automation ou RPA. Ele é uma parte significativa do movimento da transformação digital, que está integrando ainda mais a tecnologia ao serviço das empresas e dos consumidores. O RPA é baseado em programas, que por regras programáveis ou observação de comportamentos, podem reproduzir ações humanas complexas. Contudo, um dos principais equívocos é acreditar que essa tecnologia tenta substituir o ser humano. A principal função do RPA é dessa ferramenta é dinamizar o trabalho. Dessa forma, ele permite que a interferência humana seja aplicada exclusivamente onde seja indispensável. E-Book Chatbots ConnectCom Diferente dos chatbots , que são mais focados na replicação da fala e obtenção de informações, os RPA têm autonomia para uma série de ações. Contudo, há várias funções, muitas vezes particulares à certos mercados e áreas, mas entre as principais, estão:
  • a leitura e escrita em banco de dados,
  • abertura e leitura de documentos e e-mails,
  • extração e compilação de relatórios de múltiplas fontes,
  • …entre muitas outras.

Como adotar e quais são os benefícios do RPA em minha empresa?

Entre os principais benefícios ao adotar o Robotic Process Automation na sua empresa estão
  • uma menor ocorrência de erros,
  • maior velocidade na execução de tarefas,
  • a realização automatizada de análises variadas,
  • uma significativa melhoria na experiência, tanto do cliente como do colaborador da empresa.
O processo de implementação do RPA envolve algumas etapas críticas para o que o projeto seja bem sucedido. Entre elas estão:
  • Identificar quais são as necessidades da empresa no momento que irão requerer o RPA.
  • Definir quais são os objetivos esperados da implementação da tecnologia na empresa.
  • Realizar o mapeamento de todos os processos onde o RPA estará envolvido e integrações que serão necessárias.
  • Cotar e definir um fornecedor da tecnologia, que possa fornecer as funcionalidades de um RPA que serão precisas.
  • Implementar um projeto piloto para validar a tecnologia dentro da estratégia da sua empresa.
  • Definir os períodos de manutenção para o ciclo de vida, para que o RPA possa sempre atuar com máxima qualidade.
O RPA é uma tecnologia que atrela a transformação digital com a inteligência artificial, permitindo que empresas potencializem os seus recursos onde são indispensáveis. Assim, com a automatização das tarefas, o desempenho das demais tarefas melhora e a percepção de qualidade do cliente aumenta. E você? Identificou uma oportunidade para essa tecnologia na sua empresa?

Gostou desse conteúdo? Você também vai gostar de: Chatbot e Service Desk: Como eles combinam?