Software APM: Dynatrace ou AppDynamics?

Entre os software APM, essa é uma das competições mais clássicas. Quem será que é a melhor ferramenta no monitoramento de aplicações? O Dynatrace, que criou o DPM ou o popular AppDynamics? Agora vamos descobrir a verdade! Fizemos uma comparação dos principais pontos dessas duas ferramentas poderosas. Assim, você mesmo poderá tirar suas conclusões sobre qual delas é a mais adequada para a sua operação?

Software APM: Os competidores!

De um lado temos o Dynatrace! Ele nasceu na Áustria, em 2005 e com o tempo, foi ganhando mais robustez até ser adquirido pela Thoma Bravo em 2014. Dessa forma, sua forma definitiva foi lançada apenas em agosto de 2019. Do outro lado temos o AppDynamics! Fundado em 2008 nos Estados Unidos, ele foi adquirido pela gigante Cisco em 2017. Dessa forma, ele se tornou uma das ferramentas de APM mais conhecidas do mercado na atualidade. Agora vamos avaliar ponto a ponto!

Software APM e os usuários.

Nesse ponto vamos avaliar as propostas e como os usuários interagem com a ferramenta.
Fator Dynatrace AppDynamics
Valor oferecido aos usuários O principal valor trazido pelo Dynatrace é oferecer aos usuários mais dados sobre experiências e indicações de como solucioná-las. Assim, é uma solução mais robusta. O AppDynamics procura combinar o monitoramento de usabilidade e performance de negócios. Assim, ele procura oferecer o melhor serviço de APM para os usuários.
Fóruns A Dynatrace possui seu próprio site de comunidade, que inclui fóruns, documentação do produto e contato para suporte quando necessário. Dessa forma, é possível ter acesso a informações mais confiáveis. O fórum da AppDynamics é mais ativo e oferece perspectivas inovadoras, mas seus insights ainda são um pouco limitados.

Monitoramento de Usuários

Aqui vamos avaliar como cada ferramenta realiza o seu monitoramento: seus recursos, sua abrangência e a informação que ela devolve ao usuário.
Fator Dynatrace AppDynamics
Monitoramento de Usuários Reais e Sintéticos O Dynatrace possui um melhor monitoramento de transações sintéticas e de usuários reais no geral. Dessa forma, é possível ter um monitoramento mais uniforme. Pelo que foi possível apurar, o AppDynamics ainda possui algumas limitações para o monitoramento de ações sintéticas. Assim, cabe ao próprio usuário incorporar os recursos que precisam ser melhorados.
Monitoramento de Impacto nos Negócios Para os negócios, o monitoramento de experiências e acontecimentos extensivo do Dynatrace permite uma melhor visibilidade em todos os pontos. Além disso, ele também fornece insights para ajudar na tomada de decisões, caso um evento mereça mais atenção. A avaliação do impacto dos negócios está baseada nos níveis de patamar (baseline), que são dinamicamente inclusos no mapeamento da aplicação, em um diagnóstico a nível de código. Dessa forma, ele consegue trazer uma estimativa clara para entender os impactos dos acontecimentos nos negócios.
Ferramenta de Autodescoberta O Dynatrace possibilita um mapeamento da estrutura física e virtual, em forma de mapa topológico, em menos de 5 minutos. No AppDynamics, a autodescoberta permite a visualização da jornada do consumidor, em um mapa topológico, abrangendo cada aparelho. Além disso, a profundidade vai desde os logins realizados até os perfis de usuários.

Software APM e Níveis de Patamar

Os níveis de patamar estabelecem os níveis básicos de monitoramento. Dessa forma, a ferramenta consegue entender o que é um comportamento normal e o que não é. Assim, vamos verificar como cada uma realiza essa tarefa.
Fator Dynatrace AppDynamics
Níveis de Patamar Os níveis de patamar detctam e notificam realizando uma triagem mais eficiente dos problemas, além de usar análises preditivas na detecção de problemas, incluindo a perspectiva do cliente para uma melhor compreensão do impacto. Os níveis de patamar são calculados por machine learning ao identificar comportamentos anormais. Assim, ao ir até a linha de código, é possível uma maior velocidade ao encontrar a solução.

Por último, recursos.

Nesse ponto vamos explorar mais os principais recursos que tornam a APM uma ferramenta poderosa. Assim, escolhemos três principais: alertas, API e plugins!
Fator Dynatrace AppDynamics
Alertas Permite a personalização de alertas, a partir de um determinado valor que necessita de atenção. Além disso, incluem informações para chegar a causa-raiz. Possibilitam alertas com maior assertividade com relação à solução. São baseados em regras de saúde configuradas pelo usuário, que complementarão as regras pré-configuradas de fábrica. Dessa forma, ainda é possível programar reações padrão ou personalizadas.
APIs As principais APIs do Dynatrace são a de Problems, Events, Topology, Smartscape, JavaScript e Log Analytics. O acesso pode ser feito de maneira paga, pelos usuários do Dynatrace, com 50 pedidos/minuto. Além disso, ele pode ser feito de forma gratuita com a API em ambiente SaaS, com 100 métricas personalizadas/mês. As APIs da AppDynamics permitem uma maior customização da plataforma, são elas a Controller, Analytics Events, Standalone Machine Agent, Database Agent, Application Agent Instrumentation e Cloud Connector.
Plugins Apesar de existirem empresas que criam plugins para o Dynatrace, o melhor recurso é a criação de plugins baseados na empresa, por meio da linguagem Phyton e o arquivo JSON. Dessa forma, o usuário define como a métrica aparecerá ao lado das métricas OneAgent. Um dos recursos mais populares é a AppDynamics Exchange, um local onde é possível criar, publicar e adquirir plugins. Assim, é possível efetuar as mudanças de  de uma maneira mais consolidada e livre.

E o vencedor é…

Na verdade, chegamos a um empate! São duas ferramentas bem poderosas, mas para dois perfis de empresa diferentes. O Dynatrace é uma ferramenta mais completa em si mesma. Dessa forma, ela é mais eficaz para empresas que precisam de um recurso unificado. Assim, em um único software APM você encontra rapidez, praticidade e qualidade. Ela reúne uma grande visibilidade da situação e insights úteis para a solução. A AppDynamics é uma ferramenta mais personalizada. Assim, ela é ideal para empresas que precisam de algo mais personalizado. Dessa forma, é um software que precisa ser adaptado por meio dos seus plugins à empresa. Assim, é preciso um maior conhecimento e mais flexibilidade do seu time de TI. O que você achou do nosso combate? Qual delas você acha que se encaixa melhor na sua empresa hoje?